Histórias do Brasil Samba

Rancor de Noel Rosa fez nascer clássico da música nacional

Em 1935, Noel Rosa precisou viajar do Rio para Belo Horizonte para se tratar de tuberculose, doença causada pelos abusos boêmios e que tiraria sua vida dois anos depois, aos 26 anos. Na capital mineira, soube que uma mulher o havia visitado em sua casa no bairro carioca de Vila Isabel. Decretou: só pode ter sido Ceci, a dançarina de cabaré que era o grande e mais conturbado amor do sambista.

Noel escreveu, então, Só Pode Ser Você, em que destila o rancor pela amada: Compreendi seu gesto / Você entrou naquele meu chalé modesto / Porque pretendia somente saber / Qual era o dia em que eu deixaria de viver.

Na música, também chama a mulher de “mais bonita que sincera”, e finaliza: Não existe nesta vida pessoa mais fingida do que você. O compositor ainda deixa uma rima em aberto, que bastava para qualquer bom entendedor completar com o nome da dançarina: E pelas informações que recebi, já vi/ Que essa ilustre visita era você, ______”.

A canção se tornaria sucesso mais tarde pela voz de Aracy de Almeida. Mas Noel fez questão de mostrá-la o mais rápido possível. “Regressou de Belo Horizonte num sábado e já no domingo, apresentou-se no Programa Suburbano, apresentado por Allah Xavier, na Rádio Guanabara, onde cantou o samba”, conta o pesquisador Ricardo Cravo Albin.

Apoio:

Raiz

Por Bruno Hoffmann