Histórias do Brasil Samba

Em vez de peru, Adoniran levou samba para festa de Natal

No samba Véspera de Natal, Adoniran Barbosa narra a  história do homem que se depara com a mulher e os filhos tristes por encontrar a mesa vazia no dia 24 de dezembro.

O personagem compra uns pãezinhos de mel e trata de dar um jeito na situação: Falei com minha nega de lado / Eu vou subir no telhado / E descer na chaminé / Enquanto isso você pega a criançada / E ensaia o dingo-bel.

Os planos do sujeito, porém, não saem lá muito bem: Ai, meu Deus, que sacrifício / O orifício da chaminé era pequeno / Pra me tirar de lá foi preciso / Chamar os bombeiro.

Com sua malandragem característica, Adoniran contava que havia feito a música para uma festa de fim de ano em que cada amigo devia colaborar com o que pudesse para a ceia: peru, champanhe, panetone, rabanada… “Eu entrei com o samba, é claro”.

Apoio:

Raiz

Da Redação do Almanaque Brasil