A Revista | Assine já! | Edições Anteriores | Expediente | Contatos
:: Seções
:: Busca

Procure pelo site:


Todas as palavras
Qualquer palavra
Frase inteira

Apoio cultural:

25 – Abril de 2001

15……………….Dia do Desenhista

MÚSICA SALVA CARICATURISTA DO MARIDO TRAÍDO

Por Chico Caruso

Por que todo desenhista adora música? O desenho bem poderia ser filho da música. Melhor: o desenho é a música do silêncio! O dia do desenhista poderia ser totalmente silencioso, onde apenas um ponto cheio de tinta realizasse com ritmos variados (andantes, fortíssimos, etc) uma fuga registrada em papel branco… Para celebrar esse dia, a história de um filho de músico que virou caricaturista – e o que é a caricatura se não a música popular do silêncio? O pai tocava oboé na orquestra de Toscanini, que veio para América do Sul ali pelos anos 30. Trocou Toscanini pelo Uruguai, onde ao fim e ao cabo, o filho do músico virou desenhista. Aos dezessete anos o jovem caricaturista, convidado por uma elegante dama argentina, parte para a sua primeira exposição internacional em um cassino do outro lado do rio da Prata, na vizinha Argentina. Qual não foi a sua surpresa ao chegar no local da exposição e ver a sua patronesse saindo sob cachações de um marido traído, se não me engano, por Perón! Pois bem, foi salvo pela música. O pintamonos contou ao maestro da orquestra o sucedido e este lhe encomendou caricaturas da orquestra inteira, o que deu para o jovem estudante viver três meses “a la larga” em Mar del Plata, desposando definitivamente música e caricatura. Esse jovem era Lanfranco Vaselli, o caricaturista Lan, que sessenta anos depois dessa história ainda bate um bolão e a quem eu dedico minha homenagem no dia do desenhista.




:: Novidades


Fique sabendo das atualizações do site e das novas edições da revista Almanaque Brasil. Digite seu e-mail aqui:


:: Enquete