TIÃO LEVA A TERRA, FRUTAS
E GINGA AO MARANHÃO
toadas de bumba-meu-boi e tambor-de-crioula, sambas-de-roda, reggae, xote, baião, carimbó.
Tião interpreta canções de sua autoria e de outros maranhenses: Passarinho, de João do Vale; Dente de Ouro, de Josias Sobrinho; Dalva, de Ronaldo Mota; Até a Lua, de Ana Maria Carvalho; e Cajapió, de Erivaldo Gomes.
Quando Dorme Alcântara conta com participações especiais de grandes músicos: Naná Vasconcelos, Toninho Carrasqueira, Bocato, Guello, Zezinho Pitoco, entre outros.
Sobre Quando Dorme Alcântara, Tião Carvalho escreve no folheto do cd:
Que bom trazer metaforicamente na bagagem alguns quilos de terra, litros d’água, polpas de frutas, acordes de violão, a ginga e o toque de tambores…
Capa do CD.
O cantor e compositor Tião Carvalho cedo viveu as tradições do Maranhão. É um dos grandes divulgadores da cultura popular de sua terra. Há 20 anos na capital paulista, nunca se desligou das origens. Fundador do Grupo Cupuaçu, no Morro do Querosene, região do Butantã, trabalha a partir de estudos de danças populares, promove encontros de artes, oficinas e festas, principalmente manifestações como o bumba-meu-boi e o tambor-de-crioula. Eventos que congregam, a cada edição, mais de 5 mil pessoas.
O artista maranhense acaba de lançar, pelo selo independente Pôr do Som, Quando Dorme Alcântara, seu primeiro cd solo. Em 13 faixas, Tião Carvalho mostra as diferentes influências que recebeu. No repertório, uma diversidade de ritmos: