Espetáculo Tropical

{maio de 2003}

Borboleta (Caligno illioneus)

O que torna as borboletas tão distintas entre outros insetos são as asas coloridas. Verdadeiras jóias comparáveis a flores ou pedras preciosas.
As escamas que recobrem as asas das borboletas e mariposas tiveram, originalmente, a função de proteção. Após 150 milhões de anos, adquiriram padrões sofisticados.
Algumas cores vêm de pigmentos, produzidos dentro do corpo do inseto; outras, de microestrias, como prismas refletindo cores conforme o ângulo de incidência da luz.
As asas transportam; controlam a temperatura; protegem de predadores, através da camuflagem proporcionada pelos desenhos e cores. Pelas nervuras circula um fluido, que mantém as asas esticadas.
Borboletas e mariposas constituem o segundo maior grupo de seres do mundo animal, atrás dos besouros. Conhece-se hoje cerca de 135 mil espécies. Mariposas se escondem de dia. Como saem à noite, conseguem elevar a temperatura do corpo, para iniciar seus vôos, através de uma vibração dos músculos das asas, que geram a mesma quantidade de calor que as borboletas adquirem enquanto se expõem sob o sol. A dependência do sol faz das borboletas seres inseparáveis do calor do verão. Isto também explica por que as regiões tropicais apresentam as espécies maiores e mais espetaculares.

Haroldo Palo Jr.
Nenhum comentário. Comente!
Compartilhar



Tags: ,