A Revista | Assine já! | Edições Anteriores | Expediente | Contatos
:: Seções
:: Busca

Procure pelo site:


Todas as palavras
Qualquer palavra
Frase inteira

Apoio cultural:

109 - Maio de 2008

8................dia do artista plástico

MENOS UM ENTREGADOR
Por medo de ser atropelado, Cildo decidiu ser artista


OBRA DA SÉRIE INSERÇÕES EM CIRCUITOS IDEOLÓGICOS.

Meio-de-campo habilidoso na adolescência, por pouco o artista plástico Cildo Meireles não foi jogar no Flamengo. Em 1969, aos 21 anos, ganhou o prêmio máximo no Salão da Bússola, mostra coletiva do Museu de Arte Moderna do Rio. Decidido a seguir carreira internacional, mudou-se para Nova York. Depois de apenas uma exposição nos Estados Unidos, abandonou o mundo das artes. Passou a ganhar a vida sobre uma bicicleta, como entregador. De volta ao Brasil em 1973, planejava retomar a carreira – de entregador, não de artista plástico. Mas desistiu, com medo de ser atropelado nas ruas cariocas. É dessa época um de seus trabalhos mais célebres, a série Inserções em Circuitos Ideológicos, na qual promoveu intervenções em objetos de ampla circulação. Decalcou nas antigas garrafas de vidro retornáveis de Coca-Cola frases como “Yankees, go home!” e carimbou em notas de dinheiro a pergunta “Quem matou Herzog?”, em referência ao jornalista assassinado em 1975 pelo regime militar. Em Entreventos (1994), o artista explora outras percepções sensoriais: o visitante coloca na boca uma pedra de gelo doce e outra salgada, enquanto percorre um túnel de madeira com um ventilador e um aquecedor. Com trabalhos espalhados pelo mundo, Cildo exalta os compatriotas: “Hoje em dia raramente há uma boa exposição de artes plásticas que não tenha o trabalho de um brasileiro”. Em 2008, ganhou o importante prêmio Velázquez, concedido pelo Ministério de Cultura da Espanha. (RC)

SAIBA MAIS
A Idéia de Circulação na Obra de Cildo Meireles, dissertação de mestrado de Thaís Rivitti (USP, 2007): http://poseca.incubadora.fapesp.br

 




:: Novidades


Fique sabendo das atualizações do site e das novas edições da revista Almanaque Brasil. Digite seu e-mail aqui:


:: Enquete