Banner
Qual cisne branco E-mail
Escrito por redação   

7 de março - dia do fuzileiro naval

Qual cisne branco que em noite de lua
Vai deslizando no lago azul
O meu navio também flutua
Nos verdes mares de norte a sul
Linda galera que em noite apa­ga­da
Vai navegando no mar imenso
Nos traz saudades da terra amada
Da Pátria minha em que tanto pen­so (…)


O hino da Marinha resulta de duas homenagens: o compositor de dobrados Antônio Manuel do Espírito Santo dedica a melodia ao amigo Sargento Calhau; e o autor da letra, Benedito Xavier de Macedo, saúda, na poesia Cisne Branco, o navio-escola Benjamim Constant.

Eis a origem da marcha Sargento Calhau - Cisne Bran­co. A partir da década de 1950, com o título de Cisne Branco - Canção do Marinheiro, a música é adotada pela corporação de marinheiros e se torna o mais conhecido cântico militar. Dentre as gravações existentes, a mais célebre está na voz de Emilinha Borba, a eterna “favorita da Marinha”.
 

Adicionar comentário

Seus comentários serão moderados e assim que aprovados serão publicados no site.