Banner
Cavalhada de Nossa Senhora de Nazaré E-mail
Escrito por Janaina Abreu   

Conheça uma tradição que remonta aos tempos medievais.

Para relembrar o passado de lutas e posterior união entre mouros e cristãos, cavaleiros desfilam e dramatizam a história. O auto envolve combate, troca de embaixadas, desafio e pedido de trégua. Conversão, batismo dos mouros e louvor à Virgem de Nazaré.

Há mais de 200 anos, nos dias 7 e 8 de setembro, a tradição da Cavalhada revive em Morro Velho, distrito mineiro a 12 km de Caeté. Na Igreja de Nossa Senhora de Nazaré, reza-se missa em latim e são distribuídos doces e bolos.

Fiéis acompanham a procissão com velas e queimam fogos de artifício.


Cavalhada Mirim
Um cavalinho de pau substitui o cavalo de verdade. Em vez de guizos nos arreios, tampinhas de refrigerante. Há quinze anos a Cavalhada Mirim integra as festividades, para manter vivo, na mente das crianças, o valor do folclore.


Igreja de Nossa Senhora de Nazaré
De grande valor histórico e artístico, foi construída em 1740. No teto, pintura em louvor à padroeira. O ex-voto representa o milagre obtido pelo português Dom Fuas Roupinho, salvo ao cair num abismo com o cavalo.


Morro Vermelho
Fundado por volta de 1700, o distrito está localizado entre montanhas. Inúmeras trilhas levam até a Cachoeira de Santo Antônio. Queda d'água de 50 m de altura. No centro, ruas calmas e povo sereno; tem-se a impressão de voltar no tempo. Visite a Igreja Matriz Nossa Senhora de Nazaré e a Capela do Rosário.
 

Adicionar comentário

Seus comentários serão moderados e assim que aprovados serão publicados no site.