Banner
Sinônimo de lixeiro no Brasil é o nome de um francês E-mail
Escrito por Juliana Winkel   

13 de maio - dia do gari


Durante o Império, os serviços de coleta de lixo do Rio de Janeiro estavam a cargo do francês Pedro Aleixo Gari, o primeiro a assinar um contrato de limpeza pública na então capital do Brasil. Uma de suas principais tarefas consistia em coordenar a limpeza das ruas após a passagem de cavalos, principal meio de transporte na época.

Os cariocas acostumaram-se a chamar a "turma do Gari" para executar serviços. Com o tempo, o nome do francês passou a ser associado à limpeza das ruas. Em homenagem a ele, a Companhia Municipal de Limpeza Urbana do Rio de Janeiro mantém uma fábrica de utensílios de limpeza chamada Aleixo Gari.

Em São Paulo, bem mais tarde (já na década de 1970), boa parte da mão de obra braçal masculina foi requisitada para a construção do metrô paulistano. E as mulheres entraram no mercado de trabalho da coleta de lixo.

As funcionárias do serviço de limpeza seriam popularmente chamadas de margaridas, batizadas pela empresa de coleta de lixo da cidade. O nome traz em si a palavra "gari" e faz alusão à cor branca, símbolo de limpeza, e à flor, que representa a mulher. A tradição de chamar os funcionários da limpeza pública pelo nome de seus primeiros representantes existe também em outros países. Em Portugal, por exemplo, eles ficaram conhecidos como almeidas, lembrança do ex-diretor geral de limpeza urbana da capital portuguesa.

SAIBA MAIS
www.rio.rj.gov.br/comlurb

 

 

 

Adicionar comentário

Seus comentários serão moderados e assim que aprovados serão publicados no site.