Banner
Pão da Paz atravessa fronteiras, religiões e etnias E-mail
Escrito por Lucas Carrasco   

9 de junho - dia do pão

Oito xícaras de harmonia, cinco colheres de respeito, 50 gramas de dignidade e duas pitadas de entendimento. Adicione amor e deixe descansar. Misture calmamente e amasse com as mãos. Pré-aqueça o forno do coração e, em pouco tempo, está pronto o Pão da Paz. A receita “alimenta milhares de pessoas e conforta o espírito”. Foi com esses ingredientes que tomou corpo o livro Pão da Paz: 195 receitas de pão de países membros da ONU.

Com quase 200 receitas, o antropólogo e fotógrafo Paulo Braga vem lembrar que, “embora diferentes nos costumes, todos nós queremos basicamente as mesmas coisas: pão, paz, respeito e dignidade”. A ideia do livro surgiu quando Paulo perdeu três amigos nos atentados de 11 de setembro de 2001. Como resposta, decidiu transmitir uma mensagem que alcançasse diferentes línguas, etnias e religiões.

O pão virou o emissário da paz. “Quando nos alimentamos, geralmente nos sentamos à mesa, numa atitude de partilha com as outras pessoas. E o pão é um alimento especial, praticamente universal”, avalia. Sagrado para muitas religiões, ele aparece tanto nos rituais católicos – foi o alimento que Cristo dividiu na Última Ceia – quanto nos judaicos e muçulmanos.

Apesar dos diferentes modos de preparo, ingredientes e sabores, tem na farinha um elemento de união. Além das receitas, o livro traz ainda frases de personalidades e prêmios Nobel da Paz, como Martin Luther King, Madre Teresa de Calcutá, Nelson Mandela e Yasser Arafat. Tudo em nome da paz, servida com o nome de pax, shalom ou salam.

SAIBA MAIS
Pão da Paz: 195 receitas de pão de países membros da ONU, de Paulo Braga (Gaia/Boccato, 2007).

 

 

pao
 

Comentários 

 
#1 Ana Maria da Fonseca 17-03-2011 12:24
Prezado Paulo Braga, estava buscando um tema para o um Encontro Espiritual Católico com Adultos e Jovens, queria algo que falasse em fraternidade e paz. Tive a feliz descoberta de encontrar vc e seu livro. que Deus o abençoe. Mto obrigada Ana Maria
Citar
 

Adicionar comentário

Seus comentários serão moderados e assim que aprovados serão publicados no site.