Banner
A Ucrânia a 200 quilômetros de Curitiba E-mail
Escrito por Rafael Capanema   

1º de dezembro - dia do imigrante


Não há novidade: a diversidade da cultura brasileira muito se deve à contribuição dos imigrantes. As colônias alemãs no sul e a influência dos italianos e dos japoneses em São Paulo são famosas. Mas em nosso vasto território cabe ainda gente de outros cantos. O que dizer da Ucrânia?

Em Prudentópolis, interior do Paraná, vive a maior colônia ucraniana do Brasil. A imigração começou em fins do século 19, quando desembarcaram por aqui cerca de oito mil ucranianos. O país é a segunda maior república da ex-União Soviética, atrás apenas da Rússia.

Atualmente, 80% dos 46 mil habitantes de Prudentópolis - que fica a 207 quilômetros de Curitiba - têm raízes no país eslavo. A influência é grande a ponto de as placas com o nome das ruas serem escritas também em ucraniano, língua que usa o alfabeto cirílico. Entre os prudentopolitanos, há quem passe a vida inteira sem sequer ter aprendido o português.

Pelas quedas d'água de mais de 100 metros de altura, a cidade é conhecida como a Terra das Cachoeiras Gigantes. Suas mais de 30 igrejas, boa parte construída pelos ucranianos, lhe conferem ainda o título de Capital da Oração. Estudiosos afirmam que a religiosidade é o que motiva a manutenção da cultura ucraniana, representada, por exemplo, pela pêssanka, arte milenar de pintar ovos, oferecidos aos deuses da natureza. Aqui e do outro lado do mundo.


SAIBA MAIS

Paraíso das Delícias: Um estudo da emigração ucraniana (1895-1995), de Maria Luiza Andreazza (Aos Quatro Ventos, 1999).

 

 

Adicionar comentário

Seus comentários serão moderados e assim que aprovados serão publicados no site.