Banner
Cena histórica é flagrada com dois séculos de atraso E-mail
Escrito por Natália Pesciotta   

31 de março - dia da integração nacional


Olhe bem para o quadro. É o único registro da chegada da família real portuguesa ao Brasil em 1808. A pintura, no entanto, foi produzida há pouco mais de 10 anos. Mas os quase dois séculos entre o fato e o registro só aumentam a fidelidade da obra.

Kenneth Light nasceu no Brasil, mas foi criado na Inglaterra. Especializou-se na pesquisa da história que entrelaça os dois países, o que passa, claro, por Portugal. Ele se baseou no diário de bordo das naus britânicas que escoltaram os navios portugueses para escrever um livro com detalhes do trajeto da família real lusitana – desde o adiamento da partida por causa do tempo, o embarque apenas 18 horas antes da invasão de Lisboa pelos franceses, a travessia do Atlântico, até a chegada ao Rio. Tudo com descrição precisa da rotina, do que comiam, de como se organizavam.

Só faltava mesmo um detalhe: Kenneth não encontrou nenhum retrato que abarcasse a dimensão do fato para ilustrar a capa da obra. Encomendou então a cena ao maior desenhista de esquadras, o britânico Geoff Hunt. Com o pedido, forneceu até mais informações do que o pintor poderia ter percebido se tivesse estado presente no momento histórico: minúcias das embarcações, posições, luminosidade, condições do clima, do mar e do vento, quantidade de pessoas, tipos de roupas. Para tornar mais preciso o trabalho de Hunt, Kenneth percorreu a Baía de Guanabara com um GPS, fotografando o local em diferentes ângulos.

Quem vê o resultado é capaz de acreditar que a dupla realmente presenciou alguns nobres seguirem em pequenas embarcações para saudar seus patrícios no mar. Parece mesmo que eles observaram a grande nau no centro da tela, que abrigava dona Maria, dom João e dom Pedro, e que, neste momento, já fechava as velas. Tudo resultado de pouca imaginação, muita técnica e uma incrível obstinação.


SAIBA MAIS
A Viagem Marítima da Família Real
, de Kenneth Light (Zahar, 2008).

 

 

 

 

 

Comentários 

 
#1 Boa indicação do Livro 12-04-2011 23:03
Desconhecia o livro, vai ajudar e muito no meu conhecimento histórico. Mas até pegar pra ler continuo achando que D. João foi um príncipe medroso.
Citar
 

Adicionar comentário

Seus comentários serão moderados e assim que aprovados serão publicados no site.