Banner
Jagunços baianos perseguiram Coluna Prestes até a Bolívia E-mail
Escrito por Bruno Hoffmann   

Reunindo mais de mil militares, a Coluna Prestes partiu do sul rumo ao norte do País.

Em 1925, o militar Luís Carlos Prestes resolveu enfrentar os vícios da República Velha e organizou um movimento tenentista que seguiria Brasil adentro para combater as oligarquias e mobilizar o povo contra as injustiças sociais. Reunindo mais de mil militares, a Coluna Prestes partiu do sul rumo ao norte do País. Ao longo da marcha, houve alguns embates com forças locais e do governo em várias regiões, sem abalar muito o intento do grupo. Até com Lampião, nomeado representante do governo contra a Coluna, os revoltosos tiveram que lidar. Só não esperavam encontrar na Bahia seu mais temível adversário, Horácio de Matos.

O coronel baiano era uma figura poderosa na região da Chapada Diamantina. O presidente Artur Bernardes o considerou o mais habilitado para combater os revoltosos. Horácio aceitou a missão, até por um motivo pessoal: em um combate, tenentistas haviam matado dois parentes seus. Estava formado o Batalhão Patriótico Chapada Diamantina. Com direito a fardas e pagamento pela missão, 600 jagunços partiram em 5 de julho de 1926 da cidade de Lençóis no encalço dos tenentistas.

Embates sangrentos ocorreram. Não havia cidade baiana desguarnecida de jagunços bem armados e leais a Horácio de Matos. Cercada, a Coluna Prestes resolveu seguir em direção ao oeste do Brasil. Mas até por questão de orgulho, os jagunços decidiram ir atrás dos tenentistas para eliminá-los de vez.

A perseguição enfraqueceu os revoltosos remanescentes, que acabaram por se refugiar na Bolívia. Após 25 mil quilômetros de caminhada, a Coluna Prestes chegou ao fim. Já os jagunços foram recebidos como heróis no retorno a Lençóis. A Coluna Prestes, por sua vez, também teve sua vitória. Foi fundamental para abalar a credibilidade da República Velha, ajudando a abrir caminho para a Revolução de 1930.


SAIBA MAIS
Assista a uma reportagem sobre a Coluna Prestes na galeria ao lado.
 

Adicionar comentário

Seus comentários serão moderados e assim que aprovados serão publicados no site.