Banner
A cidade onde todo mundo verseja E-mail
Escrito por Mariana Proença   

14 de março - dia nacional da poesia


São José do Egito, cidade pernambucana a 396 quilômetros do Recife, é conhecida como capital nordestina da poesia popular. Essa riqueza surgiu como herança dos portugueses, mantida pelo povo nos versos que percorrem gerações. A tradição oral permanece acesa na memória de filhos e netos dos mais de 300 poetas populares que ali viveram.

Para incentivar a permanência desses valores, a cidade promove festivais de cantadores e repentistas; os eventos Festa Universitária e Quintal da Cantoria; e seminários.

Recentemente, o centro histórico recebeu pintura nova, cores vivas e murais poéticos afixados nas casas que lembram os talentos antepassados. Homenagem a Antônio Marinho do Nascimento, o Águia do Sertão; João Batista de Siqueira, o Canção; Rogaciano Leite; os irmãos Dimas, Otacílio e Lourival Batista Patriota - este, o Rei dos Trocadilhos, repentista temido por competidores. Seu sobrinho, Nenê Patriota, secretário de Cultura, Turismo e Esportes, é também apaixonado por poesia. Conta que em todos os cantos da cidade há pessoas que fazem versos. "Na escola, desde criança, aprendemos o que é poesia popular. Tratamos toda gente como poeta."

Não é à toa que o cumprimento entre os moradores seja peculiar. "É a nossa forma de reverenciar quem gostamos. É natural dizer: olá, poeta!"

 

 

 

Adicionar comentário

Seus comentários serão moderados e assim que aprovados serão publicados no site.