Banner
Batuque afro-brasileiro inspirou Mick Jagger? E-mail
Escrito por Nara Soares   

O vocalista da banda Rolling Stones teve tardes agradáveis em Itapuã.


6 de janeiro de 1968
. Mick Jagger e Marianne Faithfull desembarcam no aeroporto do Galeão, no Rio. Logo a notícia de que um Rolling Stone estava no País se espalha e o casal decide partir para a Bahia. Chegam à cidade no dia da lavagem da escadaria da Igreja do Bonfim.

Mick alugou uma casa em Itapuã e, bem à vontade no novo lar, tocava violão, brincava com as crianças e participava de rodas de samba. Foram 19 dias de férias. “Todas as noites ficávamos até o nascer do sol tocando música brasileira, principalmente com tambores”, relembra. “Acho que foi aquela experiência que levou Mick a usar um samba como base para a música Sympathy for the Devil”, diz Marianne.

O casal voltou ao Brasil em dezembro daquele mesmo ano, acompanhado do guitarrista Keith Richards e de sua mulher. Dessa vez as férias seriam em Matão, interior de São Paulo. Mas esta já é uma outra história de almanaque.

SAIBA MAIS
Sexo, Drogas e Rolling Stones
, de José Emilio Rondeau e Nélio Rodrigues (Agir, 2008).

 

Adicionar comentário

Seus comentários serão moderados e assim que aprovados serão publicados no site.