Banner
Julho de Letras E-mail
Escrito por Marisa Nascimento   

Com dois eventos literários no mesmo mês, o Brasil abre espaço para que o gosto da leitura cresça entre os brasileiros.


Em 25 de julho é celebrado o dia nacional do escritor. Coincidência ou não, neste mês acontecem a 9ª edição da FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty), e a 1ª FLIT (Feira Literária Internacional do Tocantins), eventos que aproximam o público brasileiro de autores renomados.

Neste ano, a FLIP acontece entre 6 e 10 de julho. O grande homenageado do evento é Oswald de Andrade, poeta, escritor e teatrólogo, que participou ativamente da Semana de 1922 e redigiu o Manifesto Antropófago. Com Oswald e os artistas do Modernismo, a cultura brasileira ganhou identidade. Com a FLIP, o País conquistou seu espaço na produção e na discussão de obras literárias da atualidade.

De acordo com Manoel da Costa Pinto, curador da 9ª FLIP, a homenagem a Oswald antecipa as comemorações de 2012, ano em que se celebram os 90 anos da Semana de Arte Moderna. “Neste ano, a FLIP terá, pela primeira vez, uma encenação teatral dentro da sua programação. Será a peça Macumba Antropófaga, de José Celso Martinez Corrêa, inspirada em textos escritos por Oswald”, diz Manoel.


A conquista avança agora para outras regiões.

Na 1ª edição da FLIT, o tema central é a diversidade. O objetivo é ampliar o acesso da população aos bens culturais e sociais, além de consolidar uma política de incentivo à produção literária e cultural do Tocantins. Entre os dias 25 de julho e 3 de agosto, a cidade de Palmas vai ser palco de uma grande manifestação cultural.


Crescente, mas não satisfatório

Dados do Ministério da Cultura revelam que, em 10 anos, houve um aumento do índice de leitura no Brasil em 150%. O crescimento é significativo, apesar de ainda não ser satisfatório o número absoluto de leitores em nossa sociedade.

De acordo com pesquisas do Instituto Pró-Livro, apenas 35% dos brasileiros associam a leitura a uma atividade prazerosa, para ser cultivada no tempo livre, ao passo que assistir televisão foi a resposta mais frequente (77%).


Poder transformador
O grande educador Paulo Freire pregava que ler é tão importante quanto respirar. A leitura está além do código escrito, e tem a capacidade de se alongar “na inteligência do mundo”.

Se a alfabetização foi traduzida por Paulo Freire como libertação, o habito frequente da leitura tem um poder transformador incalculável.
Eventos literários são espaços de discussão abertos sobre literatura, onde o público leitor entra em contato escritores da atualidade.

Para mais informações, acesse os sites da FLIP e da Secretaria de Educação do Tocantins, órgão que organiza a FLIT.
 

Adicionar comentário

Seus comentários serão moderados e assim que aprovados serão publicados no site.