A Revista | Assine já! | Edições Anteriores | Expediente | Contatos
:: Seções
:: Busca

Procure pelo site:


Todas as palavras
Qualquer palavra
Frase inteira

Apoio cultural:

100 - Agosto de 2007

Parabéns para o ALMANAQUE

Por Marco Antonio Bologna

Neste mês de agosto o ALMANAQUE chega a sua centésima edição. Trata-se, sem dúvida, de um acontecimento a comemorar. Nesse mercado editorial abarrotado de publicações de todos os tipos, alcançar tal marca é notável. Ainda mais tratando de um assunto que especialistas da área poderiam considerar de pouco apelo: a cultura brasileira, em sua acepção mais ampla.
O projeto da revista, como já contei neste mesmo espaço, é fruto da persistência de seu criador, Elifas Andreato, e da convicção do Comandante Rolim - fundador da TAM - de que é preciso lembrar o Brasil aos brasileiros, resgatar as boas histórias, levar adiante os ensinamentos de personagens ilustres que dedicaram suas vidas ao País.

O número 1 da revista, publicado em abril de 1999, vinha também para resgatar um formato há muito esquecido: o dos antigos almanaques. Quem pensa neles lembra logo dos distribuídos gratuitamente nas farmácias. Foram muitos: Almanaque Bristol, Capivarol, Bayer, Gessy, Sadol. E, claro, o Almanaque do Biotônico Fontoura, cuja primeira edição, de 1920, foi toda elaborada por Monteiro Lobato. Com mais de 165 milhões de exemplares distribuídos ao longo de quase 70 anos, a publicação ficou célebre por trazer aos leitores o Jeca Tatu, personagem que tornou-se símbolo do homem do campo brasileiro. Num país com altos índices de analfabetismo, o Almanaque do Biotônico desafiava as estatísticas. Com tiragem elevada e distribuição gratuita, abrangia até as regiões mais carentes de atendimento hospitalar, com dicas de higiene e saúde. Uma verdadeira enciclopédia popular.

O sucesso do nosso ALMANAQUE deve-se, certamente, à conjugação desse saudoso formato à luz dos recursos digitais hoje disponíveis; da combinação de uma linguagem universal - curta, leve, atraente - a temas importantes para a definição da nossa identidade brasileira.
Nessas 100 edições, o apoio da TAM ao ALMANAQUE possibilitou a distribuição de mais de 10 milhões de exemplares da revista - não só aos nossos passageiros, mas também em escolas públicas, bibliotecas e dezenas de centros de estudos brasileiros espalhados pelo mundo. O ALMANAQUE, para nós, não é apenas uma publicação de bordo, mas uma garantia da preservação e perpetuação da memória do País.

Marco Antonio Bologna é presidente da TAM.

:: Novidades


Fique sabendo das atualizações do site e das novas edições da revista Almanaque Brasil. Digite seu e-mail aqui:


:: Enquete