20/03

Mas que revisor!

Em 1914, aos 22 anos, Graciliano Ramos embarca para o Rio. Trabalha como revisor em jornais. Escreve o primeiro romance, Caetés (1925), em um ano. Passa cinco anos Leia Mais

Poeta de um poema só vende 40 milhões de exemplares

Itapira, interior paulista, 1917. Jovem de 25 anos publica livro que já reúne traços do nacionalismo que o Movimento Modernista consagraria anos mais tarde. Leia Mais

Duas vezes brasileira

Nasceu na Itália esta ilustre brasileira. Fugindo do horror do pós-Guerra, encontrou no Brasil sua “pátria de escolha”. Em seus ousados projetos arquitetônicos, aliou os conhecimentos que trouxe Leia Mais

Mestre graça

Alma brasileira em época de radicalização política. Retratou vítimas da seca; e transformour até sua prisão em obra-prima da literatura. Leia Mais

Vaqueiro na infância, ator do Teatro de Arena, entrou no cinema por acaso. Leia Mais

Erudito Popular

Quando o samba ainda nem tinha subido o morro, o tango brasileiro descia para o asfalto pelas mãos hábeis deste grande pianista. Compunha músicas eruditas que caíam na Leia Mais

Andreato